Os ministros Nilmário Miranda, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, e Marina Silva, do Meio Ambiente, estão reunidos em Altamira (PA) para definir as medidas que serão adotadas para apurar a morte da freira Dorothy Stang. O presidente do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Rolf Hackbart, o procurador da República no Pará, Felício Pontes Júnior e parlamentares também participam da reunião.

Missionária da Comissão Pastoral da Terra (CPT), a freira Dorothy Stang, 73 anos, foi assassinada a tiros na madrugada de sábado (12), no município paraense de Anapu. Trabalhando na região há pelo menos 20 anos, ela lutava contra os grileiros da região. A suspeita é que Stang tenha sido assassinada por dois pistoleiros.

De acordo com o ouvidor da Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH), Pedro Montenegro, o corpo de Dorothy Stang será encaminhado hoje para autópsia em Belém. No fim da tarde, deve ser trasladado para Altamira, onde ocorrerá o velório. O enterro do corpo da missionária está previsto para amanhã, em Anapu (PA).