Brasília – Chega neste sábado (12) a Beirute, capital libanesa, um missão formada por representantes de sindicatos, movimentos sociais, partidos políticos e grupos de direitos humanos. O objetivo é prestar solidariedade ao Líbano, contra os ataques do Exército de Israel, afirma Paul Nicholson, da Via Campesina, rede de organizações de trabalhadores rurais. ?Além do ato de solidariedade, queremos tomar contato com as organizações do Líbano para pensar campanhas de solidariedade?, disse Nicholson, em entrevista por telefone à Agência Brasil.

?Queremos também ser testemunhas do que está ocorrendo e relatar isso à sociedade internacional?, afirma. Nicholson conta que a missão pretende recolher testemunhos e fazer fotos de casos de violação dos direitos humanos para apresentar aos governos de outros países, como forma de pressionar por um posicionamento internacional contra a guerra.

Várias organizações divulgaram, esta semana, uma carta exigindo cessar-fogo imediato e a retirada do Exército israelense. ?Vamos fazer reuniões com partidos políticos, movimentos sociais, sindicatos e campesinos para pensar outras formas de ação?, conta Nicholson.

Fazem parte da missão o brasileiro Kjeld Jakobsen, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), o deputado Mohammed Salim, do Partido Comunista Marxista da Índia, o francês Gérard Durand, da Confederação Camponesa, entre outros.