A missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), que está em Brasília, ouviu nesta tarde exposição do secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levi, sobre os resultados da economia brasileira, no fechamento de 2004. O chefe da missão, Charles Collyns, disse ao sair do Ministério da Fazenda que ficou surpreendido com o resultado das contas do país.

Na próxima semana a missão do FMI fará outros contatos no Banco Central e em outros ministérios. O Brasil ainda não fez saques dentro do crédito de US$ 14 bilhões previsto na última
etapa do acordo.