Um motim no 11º Distrito Policial, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, fez com que dez presos fossem transferidos rapidamente para o Centro de Triagem da Capital, nesta terça-feira (02). De acordo com a Polícia Civil e Secretaria de Segurança Pública (Sesp) a transferência já estava programada e outros dez presos devem ser transferidos na quarta-feira (03).

A intenção, diz a Sesp, é reduzir o número de presos nas carceragens da delegacia. No momento do motim havia 34 presos no local que comporta apenas dez. Para conter os presos, policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) foram chamados e escoltaram a viatura do Departamento Penitenciário (Depen).

Leia também: 67 presos escaparam de delegacias do Paraná no período de festas

Só o 11.º DP passou por duas fugas de presos, nos últimos dias do ano. Da primeira vez, em 18 de dezembro, eles cavaram um túnel, que deu acessoa um terreno baldio nos fundos. 30 homens escaparam. Já na madrugada do último sábado (30), eles escaparam de novo, pelo mesmo túnel cavado dias antes.

O túnel ainda não havia sido tampado. A intenção era cobri-lo com concreto usinado. Mas, com a proximidade das festas de final de ano, talvez não houvesse prestador de serviço ou verba disponível. Por conta disso, a cela onde foi feita o buraco foi isolada, trancada com cadeados. Mas os presos conseguiram arrebentar os cadeados da cela onde estavam, acessaram o o corredor e arrebentaram o cadeado da cela isolada. Assim, conseguiram acesso ao túnel ainda aberto. 15 fugiram.

Não é de agora que policiais civis reclamam de ter que cuidar de presos em delegacias. Já não bastasse o baixo efetivo policial, ao invés de trabalharem investigando crimes, os investigadores precisam cuidar de carceragens.