Curitiba – Pelo menos 300 integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) ocuparam na madrugada de hoje (23) a Fazenda Fartura, em Paranacity, a 500 quilômetros de Curitiba, no noroeste do Paraná. O proprietário Pedro Moretto, morador em Londrina, entrou com pedido de reintegração de posse na Justiça. De acordo com a polícia, a situação estava tranqüila no local, com os sem-terra permitindo a passagem somente de pessoas identificadas.

Segundo o superintendente da delegacia de Paranacity, Álvaro Lepri Ribeiro, o gerente da fazenda, que fica a 10 quilômetros da cidade, chegou ao local na madrugada de hoje e encontrou os sem-terra na porteira. Eles fizeram com que ele descesse do carro e se identificasse, antes de se reunir com a família que está na sede. À polícia os sem-terra afirmaram terem ficado sabendo que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) estaria para desapropriar a fazenda e estavam se antecipando.

Mas o superintendente regional do Incra, Celso Lisboa de Lacerda disse que não há nenhum processo visando desapropriação daquela área. A fazenda tem 600 alqueires, dos quais 160 são reserva natural. Ela é uma das áreas modelos da região na agropecuária. Os sem-terra chegaram em ônibus, motos e carros. Hoje à tarde já estavam com os barracos montados na entrada. Policiais militares acompanham do lado de fora.