Cerca de 500 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que iniciaram hoje de manhã uma marcha pela BR-386, com destino a Porto Alegre, chegaram, no fim da tarde, ao centro de Canoas, na região metropolitana da capital. Os agricultores pernoitarão no Sindicato dos Metalúrgicos, devendo chegar a Porto Alegre quarta-feira (23), quando serão comemorados os 20 anos do MST. Ele distribuiram panfletos pedindo mais agilidade na implantação dos assentamentos.

O grupo deixou o acampamento à margem da rodovia, em Nova Santa Rita, onde se encontrava desde março, quando invadiu uma fazenda na região e foi retirado pela Justiça. No mês passado, o Departamento Nacional de Infra-Estrutura em Transporte (Dnit) pediu, na Justiça, a reintegração de posse da área ocupada, por medida de segurança, porque os sem-terra montaram acampamento em uma curva. Outros grupos de trabalhadores sem terra fazem protesto com greve de fome em quatro municípios gaúchos.