“O governo só vai aceitar mudanças na reforma da Previdência em comum acordo com os 27 governadores. Se tiver uma proposta interessante e o governo entender que deve aceitar, ela será discutida com os governadores”, declarou há pouco o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, aos jornalistas que o acompanham na viagem que faz pela Europa. O presidente Lula disse que recebeu informações de que já existem mais de 300 emendas propostas por parlamentares. “Os deputados têm a liberade de propor as mudanças que bem entenderem, o que é um direito legítimo”, afirmou.