Quase dois terços dos militares que foram considerados culpados de participar na tentativa fracassada de golpe de Estado na Turquia de julho de 2016 foram condenados à prisão perpétua, informou a agência Anadolu.

Cerca de 80% dos processos foram concluídos, com a imposição de sentenças superiores a 18 meses de prisão para 3.057 pessoas – 978 condenadas à pena perpétua e 956 à perpétua agravada.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.