A polícia sueca divulgou a prisão de 23 pessoas hoje, entre elas 20 mulheres, em uma ofensiva nacional contra uma rede de pornografia infantil. Sven-Ake Petters, porta-voz da polícia, qualificou a ação como “única” e disse que nunca houve tantas prisões de mulheres suspeitas em uma investigação de pornografia do país. Segundo o funcionário, as prisões ocorreram em 12 diferentes localidades da Suécia.

A rede foi descoberta pela polícia durante uma investigação de um homem em Dalarna, no oeste da Suécia, acusado no mês passado de transgredir as leis suecas contra a pornografia infantil. Petters disse que ainda não havia pistas sobre a razão de tantas mulheres estarem envolvidas no caso. A polícia agora pretende investigar computadores e celulares apreendidos durante a operação.