Autoridades do Afeganistão afirmaram que o ataque da quinta-feira (13) dos Estados Unidos com a maior bomba não nuclear já usada em combate pelos americanos matou 36 combatentes do Estado Islâmico. Não há registro de mortes entre civis, segundo comunicado do Ministério da Defesa afegão, que também disse que várias cavernas e depósitos de munição do grupo radical foram destruídos.

O ataque ocorreu no distrito de Achin, no leste afegão, próximo da fronteira com o Paquistão. Um morador do distrito, Hakim Khan, de 50 anos, comemorou a ação americana contra os militantes. “Eu quero 100 vezes mais bombas contra esse grupo”, afirmou Khan.

O que você precisa saber sobre a MOAB:

– Os primeiros testes começaram em 2003, mas o artefato ficou disponível para uso do exército americano somente em 2008.

– A “mãe de todas as bombas” nunca havia sido utilizada em combate até então.

– O peso total da bomba é de aproximadamente nove toneladas, oito de puro explosivo. A potência equivale a onze toneladas de dinamite.

– Tem a mesma capacidade de uma bomba nuclear de pequeno porte. É considerada a maior bomba não nuclear já fabricada.

– O conceito da bomba foi desenvolvido pela primeira vez na Guerra do Vietnã. O nome do projeto era BLU-82B/C-130, apelidado de “Daisy Cutter” (cortador de margarina). Já apresentava um grande raio de devastação e era muito usada para derrubar florestas. O som estrondoso e o clarão provocados pela explosão era usados como “arma psicológica” para intimidar o inimigo.