O chefe da inteligência nacional da Alemanha, Hans-Georg Maassen, afirma que mais de 210 pessoas viajaram da nação germânica para a Síria. Maassen disse em entrevista à agência DPA que acredita que um “número significativo” a mais de pessoas tenha viajado para lá.

De acordo com ele, do total, cerca de 10 pessoas morreram no país em guerra civil, e outros 50 voltaram, incluindo 15 ou 16 extremistas islâmicos com experiência de combate. “Vamos vigiá-los de perto”, garantiu Maassen. Fonte: Associated Press.