O vice-chanceler da Alemanha, Sigmar Gabriel, criticou o ministro das Finanças do país, Wolfgang Schaeuble, por sugerir que a Grécia poderia ficar fora da zona do euro por cinco anos para resolver seus problemas financeiros.

Gabriel, que também é ministro da Economia da Alemanha, disse em entrevista à rede de televisão ZDF neste domingo que “não é prudente fazer essa sugestão como uma sugestão alemã”, informou a agência de notícias DPA. Ele acrescentou que Schaeuble também sabe que o Partido Social Democrata, do qual o vice-chanceler faz parte e que integra a coalização de governo, só falaria de uma saída da Grécia “se isso for o que os gregos queiram”.

A chanceler Angela Merkel adotou uma postura mais suave do que a de Schaeuble, mas, em entrevista à revista Der Spiegel, o ministro das Finanças minimizou a diferença. “Não somos sempre da mesma opinião, mas estamos no mesmo caminho.” Fonte: Associated Press.