O suposto mentor dos ataques de Paris, Abdelhamid Abaaoud, era o alvo de uma operação realizada mais cedo no subúrbio parisiense de Saint-Denis, afirmou o promotor de Paris, François Molins. A autoridade da França disse que registros telefônicos, informações de inteligência e testemunhas levaram investigadores a pensar que Abaaoud poderia estar escondido em um apartamento em Saint-Deni.

Molins disse, porém, que era impossível por ora identificar os suspeitos detidos ou mortos como parte da ação. Uma jovem mulher morreu em uma ação suicida e outro suspeito foi morto por tiros e uma granada, segundo o promotor.

A polícia deteve sete suspeitos que estavam no apartamento, dois outros foram também encontrados escondidos no local e mais dois fora do apartamento, incluindo o homem que forneceu a residência aos suspeitos. No total, portanto, sete suspeitos foram detidos.

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, disse que os 110 policiais estavam envolvidos na batida nunca haviam encontrado uma resistência desse tipo. “A polícia foi extremamente corajosa nesta operação, recebendo disparos durante horas”, apontou Cazeneuve. Fonte: Dow Jones Newswires.