Preocupado com a segurança nacional e com os riscos para privacidade de milhões de americanos, o líder da minoria do Senado americano, Chuck Schumer, pediu à polícia federal dos Estados Unidos (FBI) e à Comissão Federal de Comércio para investigar o FaceApp, aplicativo que simula como as pessoas ficariam quando mais velhas, brincadeira que também virou febre no Brasil.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Em uma carta divulgada na quarta-feira (17), Schumer pediu que o FBI avalie se os dados pessoais enviados para o FaceApp “podem estar chegando às mãos do governo russo” ou grupos associados a Moscou – os desenvolvedores do aplicativo estão sediados em São Petersburgo, na Rússia. O Comitê Nacional Democrata alertou as campanhas presidenciais contra o uso do FaceApp por causa de suas raízes russas.

+Leia mais: Até Xuxa entrou na brincadeira, veja como ficou a foto da apresentadora envelhecida!

Nos EUA, celebridades como Drake, LeBron James e Jonas Brothers postaram suas fotos envelhecidas nas redes sociais. No Brasil, a moda também pegou entre os famosos e os usuários das redes sociais. Desde que foi lançado em 2017, mais de 80 milhões de pessoas editaram suas fotos através do FaceApp.

Bazar de artigos de luxo em Curitiba terá descontos de até 80% neste final de semana