Pelo menos 35 pessoas perderam a vida nas chuvas torrenciais que atingiram a Argentina de ontem para hoje, elevando a 41 o número de mortos em dois dias de tempestades no país, informou o governador da província de Buenos Aires, Daniel Scioli.

De acordo com ele, a maior parte das vítimas afogou-se quando tentava se abrigar das chuvas dentro de seus carros em Tolusa, um bairro de La Plata, a capital da província de Buenos Aires.

La Plata foi a cidade mais atingida pelos temporais de ontem para hoje. Na madrugada da segunda para a terça-feira, as chuvas castigaram Buenos Aires, a capital federal, provocando a morte de pelo menos seis pessoas.

“Uma chuva dessa intensidade em tão pouco tempo fez com que muita gente ficasse fatalmente presa dentro de seus carros, nas ruas. Houve casos de eletrocução”, disse Scioli.

A precipitação foi 400 milímetros de chuva em apenas duas horas, segundo meteorologistas. “Nunca houve nada igual nesta cidade”, afirmou o governador.

Além das mortes, uma inundação provocada pelas fortes chuvas em uma refinaria da YPF desatou um incêndio que levou horas para ser controlado. As informações são da Associated Press.