Um ataque aéreo israelense na cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, matou seis pessoas nesta quinta-feira, informaram médicos palestinos. A ação ocorre horas após uma série de ataques coordenados no sul de Israel que matou pelo menos outras sete pessoas.

Fontes militares israelenses confirmaram que os ataques aéreos foram realizados em Gaza pouco após os três ataques no sul de Israel. O governo israelense apontou militantes de Gaza como os responsáveis pelos ataques em seu território.

A Faixa de Gaza é controlada pelo Hamas, porém o grupo palestino negou qualquer envolvimento com a violência.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, expressou seu temor de uma “escalada” no conflito entre israelenses e palestinos, após o ataque em território israelense. Ban “está preocupado com o risco de uma escalada e pede a todos que ajam com moderação”, disse um porta-voz da ONU, Farhan Haq. “O secretário-geral condena fortemente os ataques terroristas coordenados no sul de Israel.”

A Casa Branca denunciou nesta quinta-feira a série de ataques “terroristas” no sul de Israel e disse esperar que os responsáveis respondam na justiça “brevemente”. “Nós condenamos os brutais ataques terroristas de hoje no sul de Israel nos termos mais duros”, afirmou o escritório presidencial dos EUA em comunicado. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.