Uma série de ataques a bomba provocou a morte de 22 pessoas na região de Bagdá, capital do Iraque. No mais violento dos atentados, a explosão de um carro bomba em uma conhecida feira de veículos matou 13 pessoas.

Segundo um oficial da polícia, essa forte explosão ocorreu no bairro de Habibiya, em Sadr City, um distrito da capital do Iraque. Segundo ele, que não pode revelar sua identidade por não estar liberado para falar com a imprensa, o ataque deixou ao menos 52 pessoas feridas.

A feira de veículos de Habibiya já foi alvo diversas vezes de ataques terroristas.

Além da explosão do carro bomba, outros ataques provocaram a morte de nove pessoas e causaram ferimentos em outras 33.

Uma delas ocorreu em na cidade de Madain, logo ao sul de Bagdá, quando uma bomba explodiu em um mercado popular deixando 3 pessoas mortas e outras 10 feridas.

Na cidade de Taji, ao norte da capital iraquiana, uma bomba atingiu uma oficina mecânica, matando duas pessoas e ferindo oito. Outros dois ataques provocaram a morte de mais 4 pessoas.

A série de explosões ocorreu dois dias depois de outro carro a bomba matar 67 pessoas em um mercado em Sadr City. Esse foi um dos mais violentos ataques nas cercanias de Bagdá na última década.

As explosões de sábado não foram associado a nenhum grupo terrorista. Porém, o ataque de quinta-feira foi reivindicado pelo Estado Islâmico. Fonte: Associated Press.