Dois vietnamitas morreram nesta sexta-feira, 28, em um ataque contra um ônibus de turismo no Egito, nas imediações da pirâmides de Gizé, informou o Ministério do Interior, acrescentando que outros 12 turistas ficaram feridos.

De acordo com o ministério, a bomba colocada na estrada explodiu na hora em que o ônibus com 14 turistas vietnamitas passava pela área de Marioutiyah. Os feridos são dez vietnamitas, o motorista e o guia, ambos egípcios.

Há anos o Egito luta contra os militantes islâmicos na Península do Sinai, cujo levante pela separação geralmente atinge turistas e membros da minoria cristã. Este foi o primeiro ataque contra turistas em dois anos.

O atentado ocorreu em meio a indícios de recuperação da indústria do turismo no Egito após a crise política e a violência que se seguiram à Primavera Árabe, um 2011, que levou à queda de Hosni Mubarak.

Provavelmente as autoridades aumentarão a segurança nas imediações de igrejas por causa da celebração, no próximo mês, do Natal para os cristãos coptas, que são maioria em uma população de 10 milhões de cristãos no Egito.

No ano passado, os militantes atacaram igrejas e ônibus com peregrinos, deixando mais de cem mortos.