Um atentado a bomba matou cinco pessoas e deixou outras 40 feridas na cidade colombiana de Tumaco, um porto no Pacífico no departamento (estado) de Nariño, 605 quilômetros ao sudoeste de Bogotá. O ataque ocorreu às 13h45 do horário local (16h45 pela hora de Brasília) quando uma motocicleta carregada com bombas explodiu na frente de uma delegacia de polícia, informou o general Rodolfo Palomino, diretor de Segurança Pública de Tumaco. A chefe de emergências do Hospital de Tumaco, Doris Balderizo, disse que mais de 40 pessoas ficaram feridas, 12 das quais estão em situação crítica e passam por cirurgias. Palomino responsabilizou a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pelo atentado. Até agora, nenhum grupo assumiu a autoria pelo ataque.

“Em uma manifestação de covardia, as Farc instalaram artefatos explosivos em uma moto, perto das nossas instalações policiais em Tumaco, um local onde circulam muitas pessoas na hora em que ocorreu a explosão”, afirmou o general. Segundo ele, o governo oferece uma recompensa de 100 milhões de pesos (US$ 55 mil) por informações que levem aos autores do atentado.

“Parece que foi uma moto carregada com explosivos que provocou isso na frente da delegacia de polícia”, disse o prefeito de Tumaco, Victor Gallo. Ele afirmou que em Tumaco existem bandos que pertencem às Farc, ao narcotráfico e de criminosos comuns, mas não quis assinalar um responsável direto pelo atentado.

As informações são da Associated Press.