Pelo menos 20 mil pessoas fizeram uma manifestação em Moscou neste domingo contra Vladimir Putin, que assume na segunda-feira a presidência da Rússia. Mais de 250 manifestantes foram detidos em confrontos com a polícia, incluindo três líderes de um movimento de oposição. O conflito começou após parte dos manifestantes tentar sair do trajeto aprovado e marchar em direção ao Kremlin, segundo as agências de notícias russas.

O governo da Rússia vem lidando com uma onda de protestos desde as eleições parlamentares de dezembro, que teriam sido fraudadas, segundo oposicionistas. Em protestos anteriores, que chegaram a reunir 100 mil pessoas ou mais, os organizadores procuraram respeitar os locais de encontro e as rotas pré-aprovadas pelo governo e, apesar da presença ostensiva da polícia, não ocorreram confrontos. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.