Uma australiana ganhou uma indenização na Justiça depois que se machucou enquanto fazia sexo durante viagem a trabalho, segundo o jornal “The Australian”.

O incidente ocorreu em 26 de novembro de 2007. A mulher ficou ferida após a queda de uma lâmpada, que a atingiu no rosto, deixando-a com ferimentos na boca e nariz. Ela alegava que tinha direito a indenização porque se machucou durante uma viagem a trabalho.

A ComCare, a agência governamental de segurança no trabalho, rejeitou seu pedido, alegando que a atividade sexual não podia ser enquadrada em um incidente normal, como tomar banho, dormir ou comer. Mas seus advogados argumentaram que a lesão ocorreu em um incidente normal da vida. Eles destacaram que o sexo é uma atividade recreativa como qualquer outra. A ComCare ainda pode recorrer à suprema corte.