Ventos fortes foram os culpados pela queda de um guindaste sobre a Grande Mesquita de Meca, matando pelo menos 107 pessoas antes do início da peregrinação anual ao local, de acordo com o chefe da direção de defesa civil da da Arábia Saudita, Suleiman bin Abdullah al-Amro. O dirigente disse à emissora Al-Arabiya no sábado que os ventos excepcionalmente fortes na região também derrubaram árvores.

Ele negou relatos de que um raio derrubou o guindaste ou que algumas vítimas morreram pisoteadas. De acordo com a direção da defesa civil, 238 pessoas ficaram feridas no acidente na sexta-feira à tarde na mesquita, que abriga a Caaba. O local está rodeado por vários guindastes envolvidos no trabalho de expansão do complexo. Fonte: Associated Press.