O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse nesta sexta-feira (23) que a junta militar que governa Mianmar concordou em permitir a entrada de todos os estrangeiros que puderem ajudar no socorro a sobreviventes do ciclone Nargis, que atingiu o país entre 2 e 3 de maio. O comentário foi feito após um encontro de duas horas com o líder da junta, general Than Shwe, na capital política e administrativa de Mianmar, Naypyitaw. Questionado se acreditava que o acordo seria um avanço, Ban afirmou que sim. Até então, a junta militar vinha se recusando a admitir ajuda estrangeira. Pelo menos 78 mil pessoas morreram e 56 mil estão desaparecida.