O bilionário russo Yuri Milner está financiando pessoalmente um novo esforço para buscar sinais de vida inteligente no espaço. Milner investiu US$ 100 milhões para apoiar uma equipe de pesquisadores sediados na Universidade da Califórnia, Berkeley, encarregados de coletar mais dados do espaço em um único dia que esforços anteriores coletavam ao longo de um ano inteiro.

Para fazer isso, o grupo planeja alugar dois dos maiores telescópios do mundo, na Virgínia Ocidental e em New Souwht Wales, na Austrália, ao longo dos próximos dez anos, e usar novas técnicas de processamento de sinal para varrer um espectro maior de frequências de rádio maior que tudo que já foi feito.

“Nossa busca será 100 vezes melhor que qualquer busca anterior por vida inteligente no universo”, afirmou Geoff Marcy, que comanda o projeto Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI). O projeto, que pode ser traduzido por Busca por Inteligência Extraterrena, pesquisará cerca de 1 bilhão de estrelas mais próximas da Terra e buscará ouvir qualquer sinal das 100 galáxias mais próximas para além da Via Láctea.

Para o novo projeto, o investidor tem o apoio da maioria das principais mentes da astronomia, inclusive o endosso de Stephen Hawking. “Ele é a inspiração”, disse Milner. “Ele é o líder ideológico”, comentou. A iniciativa é mantida somente pelo aporte de US$ 100 milhões de Milner para os dez anos previstos. Fonte: Dow Jones Newswires.