O presidente da Conferência Episcopal da Turquia, o italiano Luigi Padovese, morreu após ser atacado a facadas nesta quinta-feira em sua residência, segundo a imprensa local. Bispo católico da Anatólia (Turquia), Padovese foi encontrado gravemente ferido no jardim de sua casa em Iskenderun, uma cidade na província meridional de Hatay, e morreu pouco após ser levado a um hospital.

Padovese, de 63 anos, teria sido atacado por seu motorista, que trabalhava para o bispo há mais de quatro anos e sofria de problemas psicológicos. “A investigação inicial mostra que o incidente não teve motivações políticas”, afirmou Mehmet Celalettin Lekesiz, governador de Hatay. O suspeito, identificado apenas como Murat A., foi detido para interrogatório.

Padovese era o vigário apostólico da Igreja Católica na Anatólia, um cargo criado há dez anos e que abrange quase metade do território da Turquia, do Mar Negro ao Mediterrâneo. Na sexta-feira, Padovese iria viajar ao Chipre para se reunir com o papa Bento XVI e bispos da região e discutir os preparativos de um sínodo marcado para outubro, no Oriente Médio. As informações são da Associated Press.