Granadas propelidas por foguete explodiram em várias casas, matando pelo menos sete pessoas na cidade nigeriana de Maiduguri antes do amanhecer deste sábado. De acordo com moradores, a ofensiva do Boko Haram marcou um novo tipo de violência no local de nascimento do grupo extremista.

O residente Mari Madu disse que ouviu pelo menos 40 explosões que começaram na madrugada, antes de perder a conta. “Cada vez que eles disparavam contra a cidade, víamos flashes brilhantes que se moviam com grande velocidade. Uma das explosões sacudiu meu telhado de tal forma que eu pensei que poderia ter atingido minha casa”, disse ele.

Várias casas foram destruídas no subúrbio de Dala-Lawanti, cerca de 20 quilômetros a oeste do centro da cidade, disse ele.

O agente de segurança Abbas Gava disse que, pelo menos, sete pessoas foram mortas e outras ficaram feridas quando uma granada explodiu em uma casa. Um oficial de inteligência confirmou o número de vítimas e disse que o Boko Haram estava disparando granadas de propulsão. O oficial, que insistiu no anonimato, disse que os soldados dispararam fuzis de assalto pesados em resposta.

Gava estava em um grupo de combatentes civis que patrulhavam até de madrugada para garantir que os extremistas islâmicos não passassem as barreiras, feitas de sacos de areia e trincheiras. A população de Maiduguri de 2 milhões inchou nos últimos anos com a chegada de centenas de milhares de refugiados. Fonte: Associated Press.