O britânico Stephen Forse não estava brincando quando afirmou que havia um rato morto no meio do pão que havia comprado num supermercado. As autoridades divulgaram a fotografia que mostra o animal. Forse preparava sanduíches para seus filhos quando encontrou o animal.

Forse, que comprou o pão num supermercado em 2009, disse ontem que em princípio pensou que o ponto preto no pão, da marca Best of Both, era simplesmente massa mal misturada, mas acabou encontrando pêlos.

O caso foi parar na Justiça. A fabricante Premier Foods confessou ter violado as regras sanitárias e foi condenada na última sexta-feira a pagar 16.821 libras (US$ 26.470) a Forse. O britânico disse que a desagradável descoberta o fez ficar enjoado e que ele passou mal de novo quando as autoridades sanitárias notaram que a cauda do animal havia desaparecido, o que indica que provavelmente já havia sido ingerida em outro sanduíche.