O presidente do México, Felipe Calderón, elogiou, em entrevista publicada hoje pelo jornal espanhol “El País”, a “grande liderança” do Brasil. Além disso, Calderón enalteceu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Lula tem um grande carisma e o Brasil, uma grande liderança, e nós não temos nenhum pudor em reconhecê-lo”, afirmou, na entrevista disponível no site do diário.

O líder mexicano respondia a uma provocação do entrevistador, que questionou se o México havia perdido a liderança frente ao Brasil e Calderón frente a Lula. Após os elogios ao País, Calderón disse que o México “tem seu lugar e não tem que disputá-lo com ninguém”.

Calderón concedeu entrevista antes da Cúpula União Europeia-América Latina e Caribe, que ocorrerá em Madri nos dias 18 e 19. Ele se referiu ao recente mal-estar causado pelo fato de o governo espanhol convidar Honduras para o encontro. “O que viveu Honduras (no ano passado) foi um golpe de Estado, e a atitude de todos os países democráticos deve ser de rechaço.”

Após as ameaças de líderes de não irem a Madri, Honduras não participará da cúpula. Segundo Calderón, porém, a situação hondurenha deve se normalizar com o tempo, “mas para isso deve haver o máximo de esforço do governo hondurenho”.