A chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, prometeram nesta sexta-feira buscar um entendimento comum em meio à ameaça de o Reino Unido sair da União Europeia. “Eu já disse no passado que onde há uma vontade, há um caminho”, disse Merkel em entrevista coletiva ao lado de Cameron. “Devemos agir de acordo com este princípio”, acrescentou.

Cameron disse que a UE estará melhor com a permanência do Reino Unido no bloco e líder da Alemanha afirmou depois que tem a “clara esperança” de que isso aconteça. Merkel alertou que há “linhas vermelhas” para a Alemanha em negociações que incluem a liberdade de circulação dos cidadãos e do mercado único da UE, mas que “é possível encontrar soluções para os interesses comuns.”

Para Cameron, “o encontro de hoje foi uma oportunidade para realmente começar a trabalhar e trabalhar através de cada questão e discutir as preocupações que as pessoas no Reino Unido e em outros lugares têm sobre o estado atual da União Europeia”.

O primeiro-ministro britânico, que foi reeleito no início deste mês, vem percorrendo capitais europeias para construir o apoio que necessita para uma revisão de tratados de livre circulação da UE. Ele sustenta que mudanças precisam ser feitas para que o Reino Unido permaneça no bloco, como limitar benefícios sociais para imigrantes. Ele prometeu realizar um referendo em 2017 sobre se o Reino Unido deve deixar o bloco ou não.

No entanto, os políticos europeus, incluindo muitos na Alemanha, em grande parte resistem a propostas de Cameron. Eles se incomodam com a ideia de que o Reino Unido deve receber tratamento especial e dizem que isso iria contra o espírito dos princípios da UE. Fonte: Dow Jones Newswires.