O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, se reuniu nesta sexta-feira com seu colega polonês, Ewa Kopacz, e encontrou resistência em discussão sobre propostas de reformas da União Europeia, em especial nas que se referem à livre circulação dos cidadãos de países membros do bloco.

O gabinete do primeiro-ministro britânico informou hoje que os dois líderes concordaram que “há questões sobre a livre circulação e os sistemas nacionais de segurança social que devem ser discutidas mais adiante. No entanto, Kopacz “manifestou a sua oposição firme a medidas que poderiam levar a uma discriminação contra os poloneses e outros cidadãos da UE que aceitem empregos legalmente no Reino Unido”.

Os dois líderes se reuniram na capital polonesa, Varsóvia. Ao longo da última década, a Polônia foi uma das principais fontes de imigrantes para o Reino Unido.

A visita de Cameron a Varsóvia faz parte de um tour por capitais europeias nesta semana, em uma tentativa de recuperar o apoio de países importantes à apresentação de propostas para alterar os tratados europeus, em especial sobre a liberdade de circulação dos trabalhadores, um dos principais direitos garantidos aos cidadãos dos 28 membros da União Europeia.

O primeiro-ministro britânico, que se comprometeu com seus eleitores a garantir mudanças e, em seguida, realizar um referendo sobre se o Reino Unido deve deixar a UE, quer restringir os direitos dos imigrantes legais da União Europeia no Reino Unido de reivindicarem benefícios sociais até somarem quatro anos de trabalho. Fonte: Dow Jones Newswires.