O cantor Sergio Vega foi assassinado anteontem, no México, por homens não identificados, que o interceptaram perto da cidade de Los Mochis, no Estado de Sinaloa, no norte do país, informaram autoridades. Um porta-voz da Procuradoria da Justiça do Estado afirmou que o cantor dirigia um Cadillac vermelho e, aparentemente, levava para o hospital um homem ferido anteriormente por uma bala, em um incidente separado. As autoridades afirmaram que um grupo de homens disparou contra o carro.

Vega realizaria um show na noite de domingo, que foi cancelado. Uma representante do cantor, Ana Luisa Gómez, afirmou que o corpo será velado em Ciudad Obregón, que fica no Estado de Sonora e é onde nasceu o artista. Vega nasceu em Ciudad Obregón e, na década de 1980, mudou-se para os Estados Unidos. Ali começou a cantar junto com seus irmãos, no grupo Los Hermanos Vega. Posteriormente, a banda passou a se chamar Reyes del Norte e, depois, de Los Shakas del Norte.

Entre 2001 e 2003, o artista, também conhecido como Shaka, teve problemas de alcoolismo e drogas, sofrendo por isso uma parada respiratória. “Fiquei muito, muito, muito mal”, recordou-se, em maio de 2006. Vega tinha pelo menos 18 filhos, segundo declaração do próprio cantor.