Centenas de pessoas fizeram neste sábado um protesto em frente ao prédio do partido no poder na Hungria, o Fidesz, após uma jornalista afirmar que foi atacada por um oficial do governo durante um encontro.

De acordo com a profissional de imprensa Julia Halasz, o responsável do governo por organizar eventos e festividades confiscou seu telefone e arrastou a repórter, pelo braço, para fora do prédio onde ela cobria o encontro do partido, que era aberto ao público.

Na quinta-feira, a jornalista prestou queixa à polícia. Já o partido Fidesz negou a agressão e disse que Halasz não cumpriu as regras estabelecidas.

Os participantes do protesto se manifestavam em suporte à liberdade de imprensa e empunhavam mensagens de cunho político durante o ato. Fonte: Associated Press.