O CEO da companhia de tecnologia Foxconn, Terry Gou, reiterou aos legisladores do Estado de Wisconsin que a empresa taiwanesa planeja investir US$ 10 bilhões no Estado e, eventualmente, empregar 13 mil pessoas em uma fábrica de monitores LCD.

Em um discurso lido em uma audiência na Assembleia do Estado nesta quinta-feira, Gou comentou sobre a fábrica, cuja construção depende que o Legislativo, que é controlado pelos republicanos, passe uma lei que diminui impostos. O deputado Adam Neylon afirmou que o projeto da Foxconn “transformará a indústria eletrônica americana” com a primeira fábrica de monitores LCD fora da Ásia.

Os democratas, minoritários, questionaram se a Foxconn seguiria com as promessas de investimento e criação de emprego. Fonte: Associated Press.