Pelo menos 53 pessoas morreram no naufrágio de uma balsa no arquipélago de Zanzibar, na Tanzânia, neste sábado. Cerca de 300 pessoas ainda estão desaparecidas, o que deve elevar o número de mortos de forma expressiva. Segundo o ministro para emergências, Mohammed Aboud, até o momento 260 sobreviventes foram resgatados, além de 53 corpos recuperados. Pelo menos 40 pessoas resgatadas estão em estado grave, com ferimentos causados por destroços que caíram quando a balsa virou. Autoridades estimam que a balsa devia levar 600 passageiros, incluindo famílias voltando do feriado em que celebravam o fim do mês santo muçulmano de Ramadan. As informações são da Associated Press.