O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, deu entrada em um hospital militar ontem à noite, para iniciar uma terceira rodada de quimioterapia. Desta vez, Chávez, deu preferência pelo tratamento no país, e não em Cuba. O presidente entrou no Hospital Militar Dr. Carlos Arvelo acompanhado de sua filha Maria e de assistentes. Ele afirmou que seu tratamento tem tido um bom andamento e que quer impedir o reaparecimento de células de câncer mais de dois meses depois de ter passado por uma cirurgia. “Estou vindo aqui na minha melhor forma”, disse Chávez à televisão ao ser levado pelo hospital. “Sairei daqui fortalecido.”

Chávez havia dito mais cedo à televisão que ele e sua equipe de médicos cubanos e venezuelanos decidiram que não haveria problemas em passar pela quimioterapia na Venezuela após sua última rodada de exames na sexta-feira. “As condições são boas para realizar essa terceira rodada aqui”, disse. “Estou determinado a continuar vivendo”, disse Chávez no hospital. “Não é a hora de morrer. O que temos ainda que fazer é muito importante.”

Chávez, eleito pela primeira vez em 1998, prometeu se recuperar e se reeleger em 2012. O presidente passou por uma cirurgia em Cuba para remover o tumor de sua região pélvica em junho. Ele não especificou a localização do tumor, mas afirmou que seus últimos exames não detectaram nenhum sinal de células malignas em seu corpo. Ele explicou que a quimioterapia é uma medida preventiva. As informações são da Associated Press.