A China ordenou que os diretores de cinema e televisão reduzam as cenas em que pessoas aparecem fumando, em sua campanha mais recente para limitar o consumo do tabaco no país, a nação com mais fumantes no mundo. A diretriz divulgada hoje pela Administração Estatal de Rádio, Cinema e Televisão, em sua página na internet, ordena que se reduzam as cenas com consumo de tabaco às estritamente necessárias para fins artísticos ou caracterização de personagens.

Não poderão aparecer menores de 18 anos fumando ou comprando cigarros, e os personagens não poderão fumar em prédios públicos nem outros lugares onde o consumo do cigarro é proibido. Segundo a norma, as cenas em que aparecem pessoas fumando vão contra os esforços do governo para controlar o consumo do tabaco. A ordem não menciona as obras importadas. As grandes produções de Hollywood fazem sucesso na China, apesar das leis limitando a exibição de filmes estrangeiros.

Nos últimos anos, a China já proibiu a publicidade do tabaco e também que algum fabricante de cigarros patrocine espetáculos esportivos. O consumo de tabaco mata pelo menos um milhão de pessoas por ano na China, onde 300 milhões de pessoas fumam, em uma população total de mais de 1,3 bilhão de habitantes. As informações são da Associated Press.