A Comissão Central de Inspeção Disciplinar da China, órgão de disciplina do governo chinês, informou nesta quarta-feira que o presidente de uma empresa estatal de serviços financeiros foi demitido por desviar dinheiro público para jogar golfe e financiar a publicação de seu livro de poesia.

Segundo o governo, Long Zenglai, que comandava a China Investment Securities, superfaturou as despesas da empresa com alimentação em 159,1 mil yuans (US$ 25,6 mil) e usou 34,3 mil yuans (US$ 5,5 mil) para jogar golfe e 17,9 mil yuans (US$ 2,9 mil) para publicar seu livro de poesia.

Os valores são considerados pequenos para os padrões de corrupção do país. No ano passado, um ex-membro do Partido Comunista, Zhou Yongkang, foi condenado a prisão perpétua por ter recebido 130 milhões de yuans (US$ 21 milhões) em subornos e causado um prejuízo de 1,4 bilhão de yuans (US$ 229 milhões) aos cofres públicos. Fonte: Associated Press.