O estado de emergência foi declarado na segunda maior cidade da Nova Zelândia, Christchurch, após um poderoso terremoto de 7,0 graus de magnitude na escala Richter ter causado amplos danos na madrugada do sábado (pelo horário local), disse o prefeito Bob Parker.

“Nós decidimos declarar o estado de emergência na cidade, isso tornará mais fácil a remoção das pessoas dos prédios danificados, caso seja necessário”, anunciou Parker, na rádio nacional. Parker se disse “assustado com a quantidade de danos”, que é pior do que as autoridades imaginavam antes.

Ruas foram bloqueadas por fachadas desabadas de edifícios, que caíram sobre automóveis estacionados, a eletricidade foi cortada e pontes desabaram. Várias ruas ficaram com vidraças de janelas arrebentadas sobre o calçamento.

Funcionários da Defesa Civil disseram que foi sorte o terremoto ter atingido a cidade antes do amanhecer, na madrugada do sábado, quando poucas pessoas estavam nas ruas – do contrário, o impacto poderia ter sido bem pior.

Apenas dois homens, ambos na faixa dos 50 anos, ficaram seriamente feridos. Um foi cortado por pedaços de vidros que despencaram e outro foi golpeado por uma chaminé em queda. As informações são da Dow Jones.