Autoridades das Filipinas informaram que dois homens estão desaparecidos e mais de 2.400 cidadãos tiveram de deixar as suas aldeias após dois dias de chuvas, que desencadearam inundações e deslizamentos de terra no sudeste do país.

Segundo Liza Mazo, uma oficial da agência de resposta a desastres, as tropas do exército, a polícia e as autoridades locais ajudaram a retirar os moradores de quatro províncias e uma ilha na região de Mindanao no fim de semana. Pelo menos dois deslizamentos de terra bloquearam estradas em duas províncias, mas não deixaram feridos.

Mazo disse que mais de 2.000 moradores foram retirados sábado e domingo da cidade de Butuan, onde o Rio Agusn ameaçou transbordar e inundar 15 aldeias.

Meteorologistas dizem que uma tempestade castigado a região desde sábado, mas eles esperam que o tempo melhore em cerca de dois dias. Fonte: Associated Press.