A coalizão liderada pelos Estados Unidos que enfrenta o Estado Islâmico disse que os militantes do grupo perderam 30% do território antes mantido pelos extremistas no Iraque e na Síria.

Porta-voz da coalizão sediado em Bagdá, o coronel Steve Warren disse nesta terça-feira que os extremistas perderam 40% de seu território no Iraque e 20% na Síria. Segundo ele, os militantes estão agora em uma posição “defensiva”.

A coalizão liderada pelos EUA tem lançado ataques aéreos desde 2014, em apoio às forças iraquianas e aos combatentes curdos.

No mês passado, as forças do Iraque, apoiadas por ataques aéreos liderados pelos EUA, expulsou as forças do Estado Islâmico do centro da cidade de Ramadi, uma capital provincial a oeste de Bagdá que caiu sob controle dos extremistas em maio.

O Estado Islâmico ainda controla boa parte do norte e do oeste iraquiano, incluindo a segunda maior cidade do país, Mossul, e grandes regiões da Síria. Fonte: Associated Press.