O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, está oferecendo asilo à procuradora-geral deposta da Venezuela, Luisa Ortega, que fugiu para a Colômbia na semana passada.

Ortega chegou à Colômbia na sexta-feira, com o marido, German Ferrer, um dia depois que autoridades venezuelanas ordenaram sua prisão por supostamente dirigir uma rede de extorsão. Nesta segunda-feira, Santos disse que Ortega está sendo protegida pelas autoridades colombianas e, se ela optar por solicitar asilo, ele será concedido.

Ortega não falou com a imprensa desde sua chegada a Bogotá. No entanto, antes de deixar a Venezuela, a procuradora afirmou que as acusações contra o marido foram impulsionadas por sua decisão de romper com o governo de Nicolás Maduro e denunciar a corrupção pelos membros da administração venezuelana. Fonte: Associated Press.