Milhares de colombianos fizeram passeatas nesta terça-feira contra os sequestros realizados pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), na capital Bogotá e também nas cidades de Cartagena e Medellín. Os manifestantes também pediram às guerrilhas que libertem os sequestrados. Em Bogotá, a manifestação reuniu cerca de 100 mil pessoas na praça Bolívar.

As manifestações, contudo, foram menores que as feitas contra os sequestros das Farc em fevereiro de 2008, quando chegaram a reunir milhões de pessoas. Grupos pequenos de colombianos que vivem nos Estados Unidos, em Miami e Nova York, fizeram passeatas pedindo a libertação dos sequestrados e o fim da violência.

Nesta terça-feira, os manifestantes levaram fotografias de quatro militares mortos recentemente pelas Farc – os quatro eram mantidos há anos no cativeiro. A partir da localidade de Villeta, no departamento (estado) de Cundinamarca, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse que a paz com as Farc será alcançada um dia, “por bem ou por mal”, segundo declaração do governo.

O governo apoiou as passeatas, que acontecem em um clima de comoção, após a divulgação em 26 de novembro de que os quatro militares e policiais foram mortos pelas Farc após o grupo guerrilheiro ter sido atacado pelo exército.

As informações são da Associated Press.