O Comitê Judiciário do Senado dos Estados Unidos aprovou hoje o nome de Elena Kagan para ocupar uma vaga na Suprema Corte do país. Agora, sua indicação será enviada para o plenário do Senado, onde deverá ser votada na primeira semana de agosto.

Kagan, cuja aprovação pelo Senado parece bastante provável, deve iniciar seus trabalhos na Suprema Corte quando a série de sessões de 2010-2011 tiver início, em outubro, e se tornará a quarta mulher do tribunal.

Desde a indicação de Kagan por Barack Obama, em maio, os republicanos reclamam de sua falta de experiência como juíza federal e advogada, dizendo que ela é mais uma figura política do que ligada às leis.

Eles também criticam sua participação na restrição do recrutamento militar quando era reitora da escola de Direito de Harvard, como resposta à política do Departamento de Defesa de proibir gays assumidos de prestar serviço militar. As informações são da Dow Jones.