A comunidade judia da Dinamarca pediu à polícia que patrulhe as redondezas da sinagoga de Copenhague durante cultos e também a entrada e saída de estudantes da escola judia, afirmaram membros ligados à comunidade.

De acordo com Dan Rosenberg Asmussen, o pedido foi feito na quarta-feira para a ministra da Justiça, Mette Frederiksen, que afirmou que vai encaminhar o pedido para o serviço de segurança do país.

Frederikson afirmou que os ataques de Paris “nos deixaram bastante conscientes da necessidade de trabalhar para que nossa comunidade se sinta segura”. O País tem cerca de 7 mil judeus. Fonte: Associated Press.