Soldados da Índia e do Paquistão trocaram tiros e lançaram morteiros pelo sétimo dia seguido na região da Caxemira, disputada pelos dois países. De acordo com o porta-voz do exército indiano, tenente-coronel Manish Mehta, soldados do Paquistão atiraram contra posições indianas nos setores de Balakote and Poonch. O policial indiano Danish Rana disse que seis civis foram mortos por bombas lançadas pelo Paquistão nos últimos dois dias. Pelo menos outros 17 ficaram feridos. O exército do Paquistão disse que dois civis foram mortos e outros dois ficaram feridos nos confrontos.

Os combates seguem um padrão conhecido, com um lado responsabilizando o outro pelos ataques. Apesar de um cessar-fogo em 2003, soldados dos dois países trocam tiros regularmente nesta região do Himalaia.

O ministério do Exterior da Índia convocou o Alto Comissário paquistanês em Nova Délhi para registrar um protesto formal contra os ataques “sem motivo”, disse o ministério em comunicado.

A Caxemira está dividida entre Índia e Paquistão, mas a totalidade do território é reivindicada por ambos os países. Duas das três guerras entre os dois países foram pelo controle da região.

Os combates recentes acontecem dias antes de um encontro entre os principais conselheiros de segurança da Índia e do Paquistão, em Nova Délhi. As autoridades devem discutir o combate ao terrorismo na região. Fonte: Associated Press.