Um confronto que já dura quatro dias no sul do Afeganistão entre tropas da coalizão liderada pelos Estados Unidos e rebeldes deixou mais de 100 militantes mortos, informou nesta quinta-feira (28) a coalizão norte-americana. Militantes portando granadas propelidas por foguete, metralhadoras e morteiros atacaram uma patrulha na província de Helmand, sul afegão. Houve vários confrontos desde a segunda-feira (25), e também foi convocado um ataque aéreo para auxiliar as tropas.

O confronto deixou “cerca de 100 insurgentes” mortos, informou a coalizão. Segundo o capitão Scott Miller, porta-voz das forças estrangeiras, não era possível divulgar outras notícias, pois a batalha estava em andamento. O grande número de mortos ocorre uma semana depois de os Estados Unidos informarem que mataram 25 militantes e cinco civis durante uma operação no distrito de Shindand, na província de Herat.

Funcionários afegãos, porém, afirmam que morreram entre 76 e 90 civis afegãos na operação, realizada na última sexta-feira. Mais de 3.700 pessoas, a maioria militantes, morreram em incidentes relacionados à insurgência desde o início do ano. O número é resultado de um levantamento da “Associated Press”, com base em dados de funcionários ocidentais e afegãos.