O principal negociador norte-coreano, Kim Kye Gwan, foi a Cingapura nesta segunda-feira (7) para um encontro destinado a encerrar o impasse pelo fim do programa nuclear de seu país. Gwan se encontrará nesta terça-feira (8) com o subsecretário de Estado norte-americano Christopher Hill. Segundo os Estados Unidos, a Coréia do Norte perdeu o prazo de 31 de dezembro para entregar informações completas sobre seu programa nuclear. Pyongyang alega ter fornecido informações complementares em novembro, consideradas insuficientes por Washington.

Acredita-se que o principal entrave seja o que a Coréia do Norte revelará sobre seu conhecimento ou os materiais que o país forneceu a outras nações. Além disso, há suspeitas sobre um suposto programa secreto de enriquecimento de urânio realizado pelo país. A Coréia do Norte desativou sua principal instalação nuclear no ano passado. Em troca, recebeu um pacote com ajuda e concessões diplomáticas de China, Japão, Rússia, Coréia do Sul e Estados Unidos, os países envolvidos nas conversas pelo desarmamento.