O governo da Coreia do Norte disse que não tem interesse em um acordo de desarmamento nuclear como o fechado pelo Irã, pois não vai abandonar suas armas atômicas enquanto os Estados Unidos mantiverem políticas hostis contra o país. A declaração foi feita por um representante do Ministério de Relações Exteriores norte-coreano não identificado, citado pela agência estatal de notícias Korean Central.

O programa nuclear da Coreia do Norte é uma grande preocupação regional, já que o país realizou testes com armas atômicas em 2006, 2009 e 2013. As negociações internacionais de desarmamento nuclear estão paralisadas desde o começo de 2009 e analistas externos acreditam que o país possui um pequeno, mas crescente, arsenal de bombas nucleares.

O porta-voz do ministério disse que a Coreia do Norte é diferente do Irã porque já possui armas nucleares. Segundo ele, o país enfrenta constantes ameaças militares e nucleares dos EUA, como os exercícios militares que os norte-americanos realizam junto com a Coreia do Sul.

A Coreia do Norte “não está nem um pouco interessada no diálogo para discutir a questão de congelar ou desmantelar seu programa unilateralmente”, afirmou o porta-voz.

Os EUA possuem cerca de 28,5 mil soldados na Coreia do Sul para evitar uma potencial agressão do país do norte, uma herança da Guerra da Coreia, que foi de 1950 até 1953 e terminou com um armistício, não um acordo de paz.

Pelo acordo assinado pelos governos de Teerã, Washington e outros, o programa nuclear do Irã será limitado por uma década em troca de potenciais bilhões de dólares a serem gerados pelo alívio das sanções internacionais impostas ao país. Muitas penalidades contra a economia iraniana, como as relacionadas aos setores de energia e finanças, podem ser suspensas até o fim deste ano. Fonte: Associated Press.