Um funcionário do governo disse hoje que sete sites sul-coreanos sofreram novo ataque cibernético. Ku Kyo-young, da Comissão de Comunicações do país, afirmou que o último ataque começou por volta das 18h30 (horário local, 6h30 em Brasília) de hoje. Segundo ele, um dos sites afetados pertence ao governo e os outros seis são privados. Porém, apesar do ataque, alguns estão funcionando normalmente.

O sistema de computadores da principal empresa de segurança do país advertiu que outra onda de ataques cibernéticos era esperada para hoje. A agência de espionagem sul-coreana suspeita que a Coreia do Norte esteja por trás da série de ataques que levou a interrupções em sites na Coreia do Sul e nos Estados Unidos.