O ministro da Segurança da Costa Rica, José María Tijerino, denunciou ontem uma suposta violação da soberania de seu país, por causa de trabalhos de dragagem realizados por funcionários da Nicarágua no limítrofe rio San Juan. Tijerino disse que a Costa Rica entregou um protesto formal sobre o tema ao embaixador nicaraguense, Harold Rivas, que deve entregar o texto ao seu governo o mais rápido possível.

O ministro disse que uma comissão de polícia, a chancelaria e o Ministério do Meio Ambiente visitarão a área a partir de hoje, mas esclareceu que “se sobrevoou com helicóptero, foram feitas fotos e vídeos e se vê claramente uma draga muito perto da margem costa-riquenha, da qual sai tubulação que ingressa no território da Costa Rica e deposita sedimento”.

Segundo Tijerino, essas atividades geram um “inaceitável dano de impacto ambiental em uma zona que se encontra classificada como zona florestal protegida”, afirma o texto do protesto costa-riquense.